quarta-feira, 23 de junho de 2010

A participação do noivo


Essa é uma pergunta recorrente das pessoas que não conhecem muito bem meu noivo. Até porque o rapaz fanfarrão que vou casar, quando tínhamos 2 anos de namoro, falou em alto e bom som na roda de amigos que ele não ia fazer nada. Isso mesmo. Com todo o orgulho e ainda dando tapinha no meu ombro disse: "ah, a gente junta as coisas e vai morar junto né? Essa parada de festa não é comigo não".
Eu respirei, olhei séria, contei até 10 e respondi a altura que eu
conseguisse fazer entender que fiquei nervosa com o que ele falou.
"Para vc me tirar da casa do meu pai, só de branco comigo na igreja."
Para ele, ai estava declarada a sentença de morte. Fomos padrinhos em muitos casamentos e sempre foi um suplício pra mim conseguir deixá-lo quieto na cadeira durante uma cerimônia religiosa. O rapaz não chora e nem presta atenção, ri o tempo todo e fica muitas vezes entediado com o padre falando. Isso sem contar, quando ele não pega o celular e quer conversar por torpedo. A todo custo (com cutucões e caras feias), eu tento pelo menos minimizar a inquietação do rapaz.
Por isso, lógico que eu não imagino um rapaz contendo o choro no altar quando eu entrar. Imagino um cara sorridente, me esperando, pensando lá no fundo assim:
"VAMOS LOGO!ESTOU A TEMPO DE MAIS AQUI E QUERO IR PRA FESTA!"
Já até perguntei como ele vai fazer no altar quando estivermos de frente para o padre, porque não terá como papear para perguntar o resultado do jogo do flamengo ou algo do tipo. Ele já me avisou que qualquer coisa covnersa com o padre mesmo (!!!). Só rindo.

Agora vc me pergunta, como é o rapaz nos preparativos.
Bem, quando comecei a pensar na festa sabia que a festa era um desejo só meu. Os pais dele, pessoas que eu amo do fundo do meu coração , achavam mais válido uma casa montada e uma viagem legal. Até imaginava e continuo sentindo um aperto nosso para fazer as coisas, mas é tão bom. É o meu sonho. Se não fosse alguém que eu me sentisse segura, que eu não amasse do jeito que amo, que após 8 anos de convivência (um pouco antes do casamento, fazemos 9 anos de namoro) eu me sentisse tão feliz, provável que iria deixar passar e empurrando com a barriga.
Eu quero sim é celebrar este amor que me completa, dia após dia.=)

No início se mostrou resistente e deixou claro pra mim: "quer ser que nem convidado na festa, chegar, tudo ser surpresa e falar uau e ainda, me gabar muito falando que ajudei em tudo".
Figuraça rsssss
Até porque no ritmo exaustivo que ele trabalha, se eu falasse para cada fornecedor, vamos visitar, aqui e acolá e bla bla bla, ai que ele não casava mesmo. Tive um surto de estresse quando fomos adiando as coisas e empurrando com a barriga porque ele me pedia pra esperar pra fechar.
Um dia chorando, falei pra ele que então deveríamos mudar a data, porque desse jeito não vai dar para pagar. Não teria os fornecedores que eu queria e não fiquei 8 anos esperando meu dia com ele para simplesmente ficar satisfeita com qualquer coisa que apareça na minha frente. Até porque sou chaaaaaaaaaaaaata para caramba.

Após um grito ali, um choro dali e uma cara feia acolá consegui alguns progressos. Ele escolheu a música que vamos ter a nossa primeira dança, quer ajudar a escolher as músicas da festa e a dele, que escolher a roupa dos padrinhos, dá leves indiretas para o meu cabelo no casamento (não gosta de cabelo todo preso para o meu rosto), faz piadas, ajudou bastante na lista de convidados (praticamente pronta, um milagre) e quando tenho dúvida entre X e Y, ele vai e dá a opinião dele explicando o porque da escolha.

Para alguém que um dia, queria ir pra casa nova, apenas esperar o caminhão da mudança chegar e falar timtim com um copo de guaraná, está ótimo. Ele está participando do jeito dele e eu fico mito feliz com isso.

6 comentários:

Silvia disse...

Até parece que seu futuro marido não ia dar pitaco! Como você disse ele é fanfarrão, adora tirar marra que de que não ajuda, não faz nada, mas no fundo eu tenho certeza que tudo isso é importante para ele também pq o que ele quer é te fazer feliz. Mas pode ficar tranquila que ninguém vai contar para ele que a gente que na hora H ele vai estar segurando uma lágrima quando te ver entrar na Igreja e pode deixar que eu arranco o celular da mão dele na Igreja, ok? ;)

Beijocas!

23 de junho de 2010 15:13
Tania Forti disse...

Oi, Babi
Você quer saber o valor do frete? Fica em R$14,00.
Para maiores detalhes, meu e-mail taniarforti@gmail.com
beijos

23 de junho de 2010 18:59
May disse...

Eu acho que eles no fundo se importam com a nossa felicidade e enquanto eles não se pronunciarem a gente não sossega e não tem felicidade kkkk

Você conseguiu trocar o sapato do blog sozinha!!!! To tão orgulhosa de você hahahaha

23 de junho de 2010 23:55
Babi disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Eu to realmente precisando de alguem para segurar o celular dele na hora da igreja!!!Obrigada Sil!Isso significa muito pra mim!

Sim, rss ele se pronunciam para a nsosa felicidade May. Cosnegui trocaro sapato sozinha!!!EEEEEE

24 de junho de 2010 14:17
Waleska disse...

Hauahau, essa de conversar por torpedo no casamento alheio é boa!

O sonho de casar de branco na igreja pode até ser só seu, mas o sonho de te fazer feliz e te ajudar a realizar esse sonho com certeza é só dele. :)


Ih... só reparei no sapato lá de cima depois que li o comentário da May, rsrs

24 de junho de 2010 15:25
Babi disse...

Vai ter um post explicando as mudanças de sapato no layout. Éum idéia antiga minha de mudar de acorod com o meu momento. Bjks!!!!

24 de junho de 2010 15:31

Postar um comentário

 

©2009Intimo Feminino | by TNB